9, fev, 2018

Como os hormônios afetam o melasma

Quando falamos de melasma, uma de nossas certezas é que a exposição solar pode estimular bastante o aparecimento das manchas na pele. No entanto, o que muitos não sabem é que existem vários outros fatores que podem agravar o melasma, como as mudanças hormonais.

Quadros psicológicos e emocionais, em que os pacientes se encontram muito ansiosos ou cansados, também podem representar uma piora das manchas.

Como os hormônios afetam o melasma?

Os hormônios são extremamente importantes para regular diversas funções do nosso organismo, mas, no caso do melasma, esses mesmos hormônios podem ser um problema.

O estrogênio, por exemplo, quando produzido mais intensamente, pode agravar o melasma em mulheres que já têm propensão genética para essa dermatose. Isso pode acontecer durante a gravidez, e os cuidados com a pele durante a gestação devem ser redobrados para quem começou a perceber o surgimento das manchas.

Também conhecida como cloasma gravídico, a tendência é que a hiperpigmenação desapareça aos poucos, depois do parto. Já durante a menopausa, a ingestão de hormônios também pode deixar as manchas mais visíveis, e todo o processo deve ser acompanhado por um especialista.

O anticoncepcional também pode agravar o melasma?

Já que os hormônios podem afetar a forma como o melasma se desenvolve, é comum que muitas mulheres questionem se os anticoncepcionais também podem acelerar esse processo. No entanto, a dose de hormônio dos anticoncepcionais é pequena, o que faz com que o surgimento de manchas seja mais raro.

Essa pequena dose pode desencadear o surgimento das manchas em mulheres que já têm a predisposição genética e, ainda assim, se houver exposição à radiação solar sem a proteção adequada. É importante conversar com o seu ginecologista para avaliar qual o melhor anticoncepcional para você usar.

Em todos os casos, é fundamental manter bons hábitos. O protetor solar é o aliado número um para evitar a piora do quadro, até mesmo em dias nublados.

Apesar do melasma não ter cura, já existem vários tratamentos que podem amenizar as manchas escuras na pele.

Procure um especialista de sua confiança que possa te orientar. Juntos, vocês poderão definir qual o melhor tratamento para o seu caso e, inclusive, detectar como os hormônios podem estar afetando o melasma.

Compartilhe:
Comentários: