6, mar, 2017

Elas também têm MELASMA

Sempre impecáveis e maquiadas, fica difícil acreditar que várias famosas também sofrem com o melasma, como Flávia Alessandra, Fernanda Souza, Ivete Sangalo e ainda, Aline Moraes. Dá para acreditar? Nem mesmo sabendo disso, elas perdem o encanto, não é mesmo? Esse post é justamente para alertar que toda mulher está susceptível a ter esse problema e que nem por isso, deixa de ser linda, basta se cuidar. As manchas amarronzadas são um problema crônico e que, se não forem tratadas, tendem a piorar.

As histórias de Flávia Alessandra e Ivete Sangalo são iguais às de muitas das mulheres. As manchas começaram a aparecer quando ficaram grávidas, justamente o período em que o organismo está mais propicio à pigmentação e incidência das manchas. Em 2009, quando a cantora baiana engravidou de seu primeiro filho, começaram a aparecer os primeiros sinais em seu rosto. Com o tempo, eles foram se acentuando e, de forma humorada, Ivete conta que ficou igual um cachorro pintado na maternidade, “um dálmata”, tamanha intensidade delas. Com Flávia, foi a mesma coisa, o melasma surgiu em sua primeira gestação, o que valeu de experiência para quando ficou grávida novamente. Na segunda vez, a atriz já tomou mais cuidados, pois sabia do problema.

E, quem vê a pele clarinha de Fernanda Souza ou de Alinne Moraes, não imagina que as duas também sofram desse mal. Quem acompanha Fernanda nas redes sociais, assiste com frequência aos vídeos em que ela dá dicas de como lidar com as manchas. Segundo a atriz, as marcas no rosto são resultado de sua adolescência, quando se expunha ao sol sem nenhuma proteção solar.  Por isso, hoje, quando perguntada sobre como lida com a disfunção, ela sempre responde: “não saio de casa sem um bom bloqueador”.

Esses são apenas alguns exemplos para mostrar que a mulher pode sim conviver com o melasma e, ainda assim, se sentir linda e bem. A maquiagem é uma grande aliada e, apesar do incômodo, há uma série de cuidados que podem atenuá-lo. Além disso, existem várias recomendações dermatológicas que vão te ajudar a lidar com o problema. Converse com seu dermatologista!

Compartilhe:
Comentários: