22, out, 2015

Fuja de opções alternativas!

Quem tem melasma sabe que não pode se descuidar da proteção da pele nem por um segundo. E também sabe que, para clarear as manchas, existem tratamentos eficientes, que podem ser indicados por um dermatologista. Porém, existem pessoas que, mesmo conhecendo os riscos, optam por tratamentos alternativos ou receitas caseiras. O problema é que, como não são certificados por nenhum órgão legal, esses tratamentos podem gerar reações indesejadas, como alergias, escurecimento ou aumento das manchas do melasma.

“Existem tratamentos indicados para cada tipo de pele, e no caso do melasma, é preciso conhecer bem a pele de cada paciente, para não correr riscos de piorar as manchas”, destaca Dr. Bruno Vargas.

Isso, sem falar que, na maioria das vezes, é muito mais difícil reverter os danos causados por esses “tratamentos alternativos”. Por isso, na hora de optar por qualquer tipo de tratamento, converse com seu médico e saiba o que é mais indicado para seu tipo de pele.

Compartilhe:
Comentários: