20, jun, 2017

Melhoria da elasticidade, hidratação e clareamento

Picnogenol, um suplemento natural, pode ser parceiro no combate ao melasma

Um suplemento natural, o picnogenol, encontrado na casca do pinheiro-marítimo, árvore que ocorre na região de Landes, no sudoeste da França, foi descoberto, em pesquisa recente divulgada na publicação científica Skin Pharmacology and Physiology, como um ativo que melhora a hidratação e elasticidade da pele, além de ter propriedades antioxidantes e clareadoras.

O estudo, realizado no Leibniz Research Institute for Environmental Medicine (IUF), em Dusseldorf, na Alemanha, examinou 20 mulheres saudáveis, entre 55 e 68 anos. Por mais de 12 semanas, elas ingeriram 75 mg de picnogenol ao dia. Testes foram realizados, a partir da sexta semana, para avaliar sinais de envelhecimento, incluindo desidratação, redução da elasticidade e fadiga. Foram realizadas, ainda, biópsias a partir da 12ª semana, para obter Informações mais detalhadas. Os resultados mostraram que:

  • A produção natural de ácido hialurônico cresceu em 44%.
  • A elasticidade da pele melhorou em 25%, a hidratação em 8%, sendo que, em mulheres de pele seca, chegou a aumentar até 21%.
  • A fadiga da pele foi reduzida significativamente.
  • As rugas da pele reduziram 3% e a suavidade da pele aumentou em 6%.

“Atualmente, o picnogenol é o único suplemento natural que estimula a produção de ácido hialurônico na pele. E nós estamos encorajados a acreditar, pelas evidências confirmadas, que a suplementação de picnogenol beneficia a pele humana”, explica o Dr. Jean Krutmann, que esteve à frente do estudo.

Além disso, de acordo com o dermatologista Bruno Vargas, responsável pelo Portal, cápsulas de picnogenol podem ser usadas como complemento nos tratamentos para melasma e outros distúrbios de pigmentação.

Compartilhe:
Comentários: