21, mar, 2018

O que fazer quando tomamos muito sol

Verão, praia, piscina, calor e pele excessivamente bronzeada e, em alguns casos, muito queimada. Atire a primeira pedra quem nunca exagerou no tempo de exposição ao sol e se viu com aquela aparência de “pimentão”. O mais preocupante nesses casos é que a sensação de queimadura e a aparência bastante avermelhada costumam aparecer de duas a seis horas após a exposição prolongada ao sol. Ou seja, você pode se queimar ainda mais e não perceber.

Por isso, se você está se perguntando ‘o que fazer quando tomamos muito sol’, saiba que seguir algumas dicas para evitar incômodos, como queimaduras, manchas e até mesmo o câncer de pele, são fundamentais.

A principal é fazer uso do protetor solar constantemente, reaplicando o produto a cada duas horas. O horário de exposição direta ao sol também deve ser reduzido, evitando se expor entre as 10h e 16h.

Com o horário de verão, uma boa dica é aproveitar o sol do início da manhã e do final da tarde.

O que fazer quando tomamos muito sol?

Se você exagerou no sol e está com a pele parecendo um pimentão, evite tomar banho com água muito quente e, principalmente, não utilize esponjas ou qualquer tipo de esfoliante para não irritar ainda mais a pele.

Óleos de banho são boas alternativas e devem ser associados aos cremes dermatológicos para hidratar a pele. Alternativas para recuperar a sensação de frescor é aplicar compressas frias sobre a pele. É muito importante também promover a hidratação de dentro para fora, ingerindo muito líquido (água, sucos naturais, água de coco), para evitar a desidratação causada pelo sol.

Eu me queimei demais e agora?

Se o “estrago” foi ainda maior, com queimaduras, bolhas e descamação da pele, é importante ficar atento a essas dicas:

  • Não estoure as bolhas! Em hipótese alguma, fure as bolhas por conta própria e, quando elas estourarem sozinhas, jamais puxe a pele. As bolhas protegem a pele nova e sensível que encontra-se abaixo.
  • Consulte um especialista! Se você se queimou muito, não deixe de consultar seu dermatologista para verificar o estágio da queimadura e se não é necessário a realização de procedimentos complementares (como o debridamento) ou o uso de medicamentos para aliviar a dor.

Gostou das dicas? Confira outros artigos sobre cuidados com a pele e proteção solar em nosso blog.

Compartilhe:
Comentários: