16, abr, 2015

Prós e contras do uso de hidroquinona

Vale a pena correr os riscos?

Uma pele sem manchas e homogênea é sonho de muitos, mulheres e homens.  A fim de atender essa demanda, o mercado disponibiliza clareadores que possuem potentes agentes despigmentantes, como a hidroquinona. Mas como usar e quais são os prós e contras do uso constante desta substância?

O dermatologista Bruno Vargas explica que, apesar baixo custo e da eficácia da hidroquinona, ela pode causar efeitos colaterais nada desejáveis, comohipersensibilidade da pele à luz solar. “Como a pele fica muito sensível, ela poderá desenvolver novas manchas”, atesta. Ele acrescenta que o uso em concentrações altas e prolongado pode causar dermatite e/ou hipocromia em confete (manchas arredondadas brancas dentro da mancha marrom).

Vargas alerta ainda sobre o prolongamento do uso ou a utilização de ativos sem prescrição médica. “Buscam-se alternativas mais econômicas, que em médio e longo prazo podem causar uma série de efeitos colaterais. Por isso, é de suma importância consultar um profissional antes de usar qualquer medicamento”, aconselha.

Para finalizar, Vargas assegura que os profissionais de dermatologia têm trabalhado com alternativas como a substituição por clareadores menos irritativos e com a diminuição do uso da hidroquinona, principalmente por longos períodos.

Compartilhe:
Comentários: