9, set, 2020

Tratamento caseiro para melasma: Conheça e veja quais são as opções confiáveis

As manchas escuras na pele são uma insatisfação de muitas pessoas, as quais procuram soluções fáceis e práticas para acabar logo com o problema. Por essa razão, é comum que a busca por um tratamento caseiro para melasma desperte interesse em muitos pacientes que apresentam a condição. 

Antes de mais nada, é importante frisar que o melasma se apresenta em diferentes áreas e profundidade, a depender do paciente. Logo, o ideal é sempre procurar um dermatologista para uma avaliação individual, uma vez que produtos caseiros podem causar danos para algumas peles.

O objetivo deste texto é, portanto, tirar algumas dúvidas a respeito do tema, mas não apresentar soluções que dispensem o acompanhamento de um profissional qualificado. Combinado?

Antes de falar sobre o tratamento caseiro para melasma, vamos entender as causas. 

Embora ainda não exista uma resposta conclusiva e absoluta para a causa do melasma, sabemos que alguns fatores contribuem ativamente para o surgimento das manchas. São eles: 

Genética

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, a predisposição genética tem grande influência no surgimento do melasma.

Os tons de pele mais escuros têm ainda maior suscetibilidade, pois, por natureza, há maior produção de melanina. Apesar de ocorrer em qualquer idade, é mais comum entre os 30 e 40 anos.

Radiação solar e luz visível

Um dos maiores inimigos do melasma é o sol. A radiação ultravioleta estimula a atividade dos melanócitos (células responsáveis pela produção de melanina) e o acúmulo de pigmento nos tecidos.

Além disso, estudos recentes mostram que o espectro da luz visível (emitida pelo sol e por aparelhos domésticos) causa aumento na pigmentação característica do melasma, além de alterar as fibras de colágeno, levando ao envelhecimento da pele.

Alterações hormonais

Dados mostram que 90% dos casos de Melasma ocorrem em mulheres. Destas, há uma maior incidência naquelas com distúrbio da tireoide, adeptas à anticoncepcional oral ou em terapia de reposição hormonal.

Fatores emocionais

Quando há uma tensão constante no organismo, os  impactos emocionais ativam o gene pró-opiomelanocortina, que por sua vez estimula a pele a produzir mais pigmento. Logo, ansiedade e estresse também aumentam as chances de aparecimento das manchas. 

Gravidez

Durante a gestação, os hormônios produzidos pela placenta estimulam a hiperpigmentação da pele. Por isso, muitas mulheres com predisposição podem apresentam as manchas pela primeira vez durante este período da vida.

A pergunta que não quer calar: Tratamento caseiro para clarear melasma existe?

Muito se fala sobre tratamento caseiro para melasma na internet, mas é importante se informar em portais confiáveis sobre a confiabilidade destes tratamentos, antes de administrá-los. Alguns podem, sim, ajudar a acalmar a condição, mas outros podem apresentar riscos severos para a pele. 

Reunimos aqui algumas das opções mais comentadas nas redes, as quais discorreremos sobre. O objetivo é mostrar a você quais delas podem ser utilizadas com finalidades terapêuticas e quais devem ser evitadas.

Chá de aroeira

A aroeira possui propriedades que inibem a tirosinase da pele, ajudando a clarear manchas na pele. Além disso, possui propriedade propriedade adstringente, balsâmica, diurética, anti-inflamatória, antimicrobiana, tônica e cicatrizante.

O seu nome científico é Schinus terebinthifolius e pode ser comprada em farmácia de manipulação, lojas de produtos naturais e alguns mercados. Deve ser consumida em forma de chá. Apesar de não haverem resultados comprovados para  melasma, reúne benefícios diversos. 

Alimentação

Ter uma alimentação rica em tomates, espinafres, beterraba, laranja e castanha do pará ajudam a evitar a manifestação das manchas. Estes alimentos são ricos em componentes antioxidantes que auxiliam a regeneração da pele, como luteína, ácido carboxipirrolidônico, vitamina C, vitamina E, licopenos e selênio.

Óleo de girassol para a pele

A substância natural extraída do girassol tem ação antioxidante, anti-inflamatória, calmante, antialérgica  e cicatrizante. Entre os benefícios do óleo de girassol para pele, estão a limpeza da camada superficial e a ativação da renovação celular.

Alguns relatos da internet dizem que o óleo acelera o clareamento, quando utilizada como auxiliar a outro tratamento indicado pelo dermatologista. Todavia, ressaltamos que é importante estar atento ao seu tipo de pele, pois a terapia pode ser contra indicada para peles oleosas.

Vinagre de maçã como tratamento caseiro para melasma: cuidado!

Muitas pessoas associam o clareamento de manchas ao uso do vinagre de maçã, devido ao ácido glicólico presente na composição. Todavia, trata-se de uma substância composta de diversos outros ácidos, mais utilizados em peelings químicos e limpezas faciais profundas.

Por essa razão, dependendo da pele, o vinagre de maçã pode causar irritabilidade e até mesmo piora das manchas. Conclusão: nada de embebedar o algodão em vinagre de maçã e passar no rosto, certo?

Protetor solar 

Como mencionamos, a condição pode ser consequência da exposição da pele a luz visível ou da radiação ultravioleta. E nada melhor que um bom filtro solar para garantir uma correta proteção.

Mas é importante se atentar! Para ser considerado um bom filtro solar, é preciso que o produto tenha uma boa proteção contra a radiação ultravioleta A e B. No rótulo do filtro solar deve estar descrito o fator PPD (do inglês, Persistent Pigment Dark), que indica a proteção contra os raios UVA e deve ser, via de regra, no mínimo ⅓ do FPS. A proteção contra a radiação UVB, é demonstrada pelo FPS, que deve ser no mínimo 30. 

Medicamentos de uso tópico

Além do protetor solar de amplo espectro, o tratamento do melasma pode incluir agentes que promovem o clareamento gradual das manchas causadas pela produção excessiva de melanina. Assim, estes medicamentos são prescritos por um dermatologista, para serem administrados pelo paciente. 

Todavia, não podemos receitar nenhum medicamento aqui, já que isto depende especificamente da condição de cada pele. Para o tratamento, é preciso uma avaliação e um diagnóstico. 

Tratamento assertivo é individualizado!

Tudo bem que o tratamento caseiro para melasma pode funcionar como uma ajuda, mas isto não significa que você conseguirá solucionar o problema definitivamente. Afinal, como conversamos, o diagnóstico e o tratamento correto são indispensáveis.

Dr. Bruno Vargas, dermatologista responsável pelo Núcleo de Dermatologia da Clínica Bruno Vargas, é especialista em tratamentos para o melasma. Em sua consulta, você será avaliado individualmente e receberá um protocolo individualizado, pensado para suas necessidades. 

Para agendar sua avaliação, você pode preencher o formulário abaixo ou entrar em contato com a Clínica Bruno Vargas, via WhatsApp

Compartilhe:
Comentários: